Música

Efeito Fade

25 maio 2016

Resenha #14 - Alice No País das Maravilhas

Título do Livro: Alice No País das Maravilhas (Alice In Wonderland)
Autor: Lewis Carroll
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 108
Sinopse:
Obra-prima criada pelo escritor inglês Lewis Carroll, no século XIX, Alice no País das Maravilhas imortalizou-se na literatura mundial como uma fábula capaz de encantar adultos e crianças. Uma ficção sem igual que se tornou sucesso há mais de cem anos e ainda hoje é um clássico obrigatório para leitores de todas as idades.
O livro conta a história de uma menina curiosa que decide seguir um coelho branco, quando de repente cai em sua toca e é levada a um reino onírico, onde convive com criaturas estranhas e se envolve nas mais inusitadas aventuras. Neste universo inesperado, não há limites entre sonho e realidade.
Mais do que uma obra ficcional infanto juvenil, Alice no País das Maravilhas é uma alucinante viagem por um mundo nada óbvio em que imaginação, desafios de lógica, jogos de palavras e situações nonsense combinam-se de maneira única e inesquecível.

Olá literários e pessoas apaixonadas por livros!!!
Tudo bem com vocês??

Essa semana o País das Maravilhas aterrissou no Ler é Literário e claro que as belezas e maluquices que se encontram por lá também. E hoje eu resolvi trazer uma resenha de um livro mais do que maravilhoso e que deu origem a toda essa fantasia criada por Lewis Carrol.

"Mas sua irmã ficou lá mesmo, com a cabeça entre as mãos, pensando na pequena Alice e em suas maravilhosas aventuras, até que ela mesmo começou a sonhar, e este foi seu sonho..."

Alice No País das Maravilhas (Alice In Wonderland) é uma obra infanto-juvenil criada pelo escritor Lewis Carrol e já lançada por diversas editoras, porém o meu exemplar é da Editora Universo dos Livros.

Foto: Ler é Literário
O livro traz a história de uma garotinha chamada Alice que passa suas tardes aprendendo inúmeras lições e ouvindo inúmeras histórias narradas pela sua irmã. Porém, em uma dessas tardes cansativas e fatídicas ela acaba por visualizar um Coelho Branco correndo todo apressado e dizendo que está atrasado para algo.

"Não havia nada de muito especial nisso, também Alice não achou muito fora do normal ouvir o Coelho dizer para si mesmo 'Oh, puxa! Oh, puxa! Eu devo estar muito atrasado!' (quando ela pensou nisso depois, ocorreu-lhe que deveria ter achado estranho, mas na hora tudo parecia muito natural);"

Movida pela curiosidade, Alice acaba por ir atrás do pequeno ser que acaba pulando para dentro de uma toca que encontra-se abaixo de uma cerca, sem pensar nas consequências dos seus atos a menina acaba por entrar na toca mas quando ver está caindo e sem saber aonde irá parar. 

Quando chega ao fim de sua queda, a pequena Alice acaba se deparando com um aposento repleto de portas porém todas fechadas. Mas quando se aproxima de uma mesa do cômodo acaba encontrando em cima dela uma pequena chave que abre uma porta minúscula que dar para um jardim maravilhoso, porém não podendo passar a menina acaba só admirando o lugar até encontrar uma garrafa com uma etiqueta escrita "BEBA-ME".

"Tudo bem dizer BEBA-ME, mas a esperta Alice não ia fazer aquilo apressadamente. 'Não, eu vou olhar primeiro', disse ela, 'e ver se está marcado veneno ou não';"

Quando a pequena Alice constata que o líquido não é veneno e o bebe acaba diminuindo de tamanho podendo assim passar pela porta que encaminha para o maravilhoso jardim, mas quando ver tem esquecido a chave em cima da mesa e se vendo na situação de como poderá alcançá-la. Porém, logo se depara com um bolo que tem escrito em cima "COMA-ME" (Coincidência? o.O Acho que não!) e quando prova dele acaba crescendo de um forma que não pensava ser possível.

"Agora eu estou esticando como o maior telescópio que nunca houve! Adeus meus pezinhos!"

Porém, a menina acaba ficando um tanto triste por não consegui mais voltar há seu tamanho e começa a chorar mas quando ver está pequena novamente e mergulhada num mar formada por suas próprias lágrimas (Confuso isso de ficar crescendo e diminuindo? o.O). A partir desse momento a menina começa a viver várias aventuras e conhecendo inúmeros seres que jamais imaginaria conhecer.

Dentre esses seres, estão: um Rato que odeia gatos e cachorros, um Dodô que acredita que para se secar é bom fazer uma corrida em círculos que não tem regra alguma, um lagarto chamado Bill, uma Lagarta Azul que fuma narguilé.

"Ela esticou-se na ponta dos dedos e olhou por cima do cogumelo, seus olhos imediatamente avistaram uma enorme lagarta azul,[...]"


Foto: Ler é Literário
Também, conhece uma Duquesa que tem um bebê porco e um gato que sorrir que é chamado de Cheshire. Além disso, conhece um Chapeleiro Maluco, uma Lebre de Março e um Leirão (que é uma espécie de rato) que estão tomando chá há muito tempo já que O Tempo parou o horário desde de que brigou com o Chapeleiro. E claro, conhece a famosa Rainha de Copas que tem mania de mandar cortar a cabeça de todo mundo.

"Havia uma mesa arrumada embaixo de uma árvore, em frente à casa, e a Lebre de Março e o Chapeleiro estavam tomando chá; um Leirão, que é uma espécie de rato silvestre, estava sentado entre os dois, dormindo profundamente, [...]"

O livro Alice No País das Maravilhas é um clássico infantil que completou 150 anos já, ou seja, há 150 anos uma garota caiu na toca do coelho e foi parar no País das Maravilhas rsrsrs e por se tratar de um clássico infantil é repleto de inúmeras ilustrações que mostram um pouco sobre esse mundo maravilhoso encontrado pela nossa pequena Alice.

"Eu queria saber o que podia acontecer comigo. Quando eu lia contos de fada, ficava imaginando que esse tipo de coisa nunca acontece e agora estou aqui no meio de um! Deveria haver um livro escrito sobre mim, deveria sim!"

Alice No País das Maravilhas é um clássico criado para mostrar há uma criança que a curiosidade pode nos colocar em situações complicadas, mas também é um clássico escrito para mostrar que a inocência de uma criança é capaz de transportá-la para mundos incríveis criados pela nossa imaginação.

Foto: Ler é Literário
O clássico de Lewis Carroll já ganhou adaptações através dos estúdios Walt Disney, tanto na forma de animação quanto uma nova repaginada para o público mais juvenil e amanhã chega a continuação desse clássico através de Alice Através do Espelho que também é inspirado na obra de Carroll e que continua as aventuras da nossa pequena Alice.

"'Eu acho que você deveria fazer algo melhor com seu tempo', ela disse, 'ao invés de gastá-lo com charadas que não têm resposta'.
'Se você conhecesse o Tempo tão bem quanto eu conheço', o Chapeleiro falou, 'não falaria em gastá-lo como se fosse uma coisa. Ele é uma pessoa.'"


Bem pessoal eu acho fofa a obra criada por Carroll, eu realmente só vim me apaixonar por ela mais ainda por culpa de um professor meu que é louco pela história de Alice e falava o tempo todo dela. É uma obra gostosa de se ler e bem rápida, quando você ver já terminou *-*

E é isso pessoal, espero que vocês tenham gostado dessa pequena resenha que trouxe para vocês e que tenham se encantado um pouquinho com o País das Maravilhas.

15 comentários :

  1. Olá, amo demais esse clássico. Mas não tenho essa versão da Universo dos livros.
    Muito boa sua resenha!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Eu gosto muito da história da Alice desde da infância e sou louca para adquirir esse livro. Gostei de ter um vislumbre melhor dele com a sua resenha e espero ler em breve.

    Abraços
    colecoes-literarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Apesar da Alice que me vem a mente ser a da Disney, essa do livro também é uma graça. Eu não conhecia essa edição, mas me apaixonei. Um trabalho de edição espetacular! Quero ler mais pelas imagens do que pela história, rs.

    ResponderExcluir
  4. Oioi! Tudo bem?
    Essa capa de Alice No País das Maravilhas eu nao conhecia e achei ela bem diferente, mas ainda prefiro as mais clássicas.
    Dentro do livro achei bem bonito os desenhos, e a historia como sempre é de se apaixonar.
    Ainda mais agora que tem filme novo saindo, claro que vou assistir, hehe.
    Linda resenha.
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  5. Ooi! Não acho essa capa uma das mais bonitas da obra, mas a ilustração é bem divertida e interessante, mesmo sendo simples. Eu tinha começado a ler em inglês, mas nem tive tempo de terminar :( e só quem ler é que sabe o quanto o psicológico faz parte do enredo.
    Parabéns pela resenha!
    Beeijos

    ResponderExcluir
  6. Um clássico nada mais do que isso, eu já li a muitos anos atrás essa obra e super indico, não conhecia essa versão mas gostei bastante, parabéns pela resenha está incrível.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oii Antonia, tudo bem?
    Que livro mais lindo menina, com toda certeza leria <3 achei a edição maravilhosa, porque realmente não conhecia essa edição e isso me surpreendeu.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia essa edição do livro, e adorei as ilustrações dentro do livro. Ta fofinho mesmo, como você disse!
    Beijão, Mari Scotti

    ResponderExcluir
  9. Nossa, juro que não conhecia essa versão da Universo e já quero. Achei lindíssima as ilustrações! Preciso dele pra mim! rsrsrs
    Adorei a resenha e as fotos! <3

    ResponderExcluir
  10. Oie
    li o livro há alguns anos mas em outra edição, uma graça essa também, alice é uma história muito legal e que nunca sai de moda né?

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá gatona,
    Alice assim como O Pequeno Príncipe acaba sendo uma leitura obrigatória por causa da atemporalidade e os temas tratados na narrativa e claro a criação criativa de Lewis.
    Essa edição da Universo é muito fofa, mas sou apaixonada pela edição da Zahar.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oiii!!

    Como vc disse, é um clássico! Acho que o mais legal mesmo são as edições que são feitas né? Essa por exemplo está uma graça!
    Gostei bastante da resenha e fiquei com vontade de reler HAHAHA.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  13. Ai como eu amo essa história!!!
    É um dos clássicos que eu mais amo de toda a literatura.
    Não conhecia essa edição e eu achei muito linda a diagramação através das fotos.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?

    Amo Alice, é um dos meus clássicos infantis favoritos, junto com Pollyanna. Não me canso desta história confusa e complexa e ao mesmo tempo cheia de imaginação. Onde faz várias pessoa se perguntarem o que o autor queria passar com esta história. Mistério. Haha. Amo, amo.

    beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá,
    Alice é um dos meus clássicos favoritos, já tinha visto essa edição faz um tempo, ela é muito fofa *--*. Adorei a sua resenha. =)

    Beijos

    ResponderExcluir