Música

Efeito Fade

23 abril 2016

Projeto Escrevendo Sem Medo: Tema #4 - Como eu imagino o meu futuro


Olá literários, pessoas apaixonadas por livros e principalmente para aqueles que tem medo de escrever!!!
Tudo bem com vocês??

Primeiro gostaria de dizer que nessa próxima semana que se inicia o blog voltará a trazer suas resenhas que andaram um tanto sumida, mas que a parti de segunda estará por aqui para todos vocês :3

Segundo hoje vim trazer mais um post do projeto Escrevendo Sem Medo, criado pela Thamiris do blog Historiar.

Hoje, eu trago o quarto tema desse projeto que é: Como eu imagino o meu futuro. Então confiram logo abaixo mais um texto desse projeto incrível:


Eu gostaria de dizer que penso inúmeras coisas sobre meu futuro... porém estaria mentindo muito descaradamente sobre essas palavras aqui descritas.

A verdade, é que o FUTURO é uma palavra incerta no meu vocabulário há muito tempo. Afinal, hoje eu posso está viva e amanhã já posso está morta. Pensamento sinistro para uma menina mulher de 20 anos, mas a verdade que comecei a ter essa ideia sobre futuro quando muitas coisas na minha vida que eu imaginei que estariam feitas ou conquistadas nem chegaram a um décimo do que ela é hoje.

Se a minha eu de 10 anos atrás pudesse me ver hoje, tenho certeza que não reconheceria a mulher que sou. Pois afinal, quando criança temos tantas expectativas sobre o que seremos no nosso futuro que imaginamos até as coisas mais absurdas do universo. Porém, eu posso dizer que aquela menina de 10 anos foi se perdendo a cada dia que foi se passando dessa minha vida que a cada dia fica mais curta com o passar do tempo.

E não é brincadeira mesmo! Se a minha eu de 10 anos pudesse saber que a mulher que ela conhece se sentiu totalmente perdida quando enfim teve que escolher o que fazer da sua vida, tenho certeza que ela me diria: "Qual é seu problema? A gente já sabe o que quer desde de seus 10 anos de idade. Você nunca quis se sentir diminuta pelas pessoas ao seu redor, ou mais ainda se sentir presa dentro da sua própria casa ou pelas pessoas a sua volta. Afinal, a gente não queria conhecer o mundo, conhecer novas pessoas, se divertir, escrever, mostrar que somos uteis, se apaixonar e não ter que ficar chorando escondido para ninguém mais ver?"

Sim! Esses era os planos e muito mais iam se formando na minha cabeça. Porém quando completei meus tão sonhados 18 anos me senti totalmente perdida, sem poder expressar realmente o que penso, sem poder sair da "cidade de papel" que moro, fazendo coisas para agradar meus pais e familiares, não podendo chorar na frente dos outros para não mostrar que sou fraca ou algo do tipo, e ainda por cima com cada desilusão amorosa que se possa contar.

Porém, mesmo com as desilusões desse futuro que a garota de 10 anos sonhou... Posso dizer que não é com tanto desgosto que eu vejo ele, afinal eu encontrei um refúgio onde eu posso ser quem eu sou e que as pessoas me entendem, meus livros são chaves para conhecer os lugares que talvez nunca conheça, me tornei uma Nerdfighter e me encontrei nesse mundo, fiz um curso que apesar de não gostar tanto dele me abriu portas para o mundo da blogosfera e mostrou que eu podia enfim ser em algum lugar eu mesma, tenho amigos que trouxe da minha infãncia mas há aqueles que entraram na minha vida e hoje são essenciais. Além disso, continuo a escrever minhas histórias e textos porém os únicos que ainda são postados são os textos rsrsrsrs
E eu me apaixonei, porém mesmo não tendo vivido aquele romance arrebatador e nunca ter namorado ninguém... eu aprendi com cada fora e desilusão amorosa. Os ficas existem e é uma pena não gostarmos de quem gosta da gente :(

Porém, digo que mesmo o futuro sendo incerto e mesmo que isso que eu escreva não ocorra... eu gostaria de pensar que daqui há 10 anos: estarei formada na minha paixão que é Letras e estarei ensinando as pessoas a paixão pelas palavras e os livros, e não num escritório me sentindo um peixe fora d'água como meus pais querem. Gostaria de pensar que estaria indo aos shows das minhas bandas preferidas e quem sabe indo para os shows do Rock In Rio. Gostaria de pensar que estaria com minhas tatuagens, que pra mim não representam qualquer coisa e sim cada conquista que farei da minha vida e mostrará que apesar das dificuldades eu sou eu e a vida é minha. Quem sabe viajando e conhecendo novos lugares como tanto sonhei. Continuar escrevendo e imaginando imensas histórias ou com o final feliz ou até mesmo com os tristes, e claro sendo blogueira que se tornou minha paixão. Morando numa casa só minha e que estará com duas crianças (um menino e uma menina) correndo pelos corredores e fazendo muito barulho, casada com um homem que me ama e eu a ele, lembrando daquele casamento na praia em que realmente eu encontrei a pessoa certa para passar o resto de minha vida ao lado mas se não ao menos quero ter vivido aquela paixão que você sabe que jamais vai esquecer. 

Quero um futuro em que eu possa viver minha vida e ser quem realmente sou, sendo livre e podendo sentir todos meus sentimentos mais plenamente sem nenhuma acusação. Quero um futuro em que eu continue a achar que eu possa não acordar amanhã, mas tendo a certeza que fiz o possível para que eu continuasse sendo eu mesma.

4 comentários :

  1. Oi Isa... belo texto... tb penso assim... ser nós mesmos, é ser livre... hehehe....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Laila!!!
      Toda pessoa tem que ser você e não o que os outros querem. E ser livre para expressar o que realmente sente :3
      Obrigada pelo comentário e obrigado por gostar do texto :)

      Excluir
  2. Olá!
    Acho que falar do futuro é algo tão complexo, pois estamos a todo momento em constante mudança. Eu, particularmente, não faço tantos planos para o futuro, pois já quebrei a cara várias vezes. Vivo o presente realizando coisas que vão refletir no meu futuro, que vão ser consequência do que faço no presente.
    Enfim, desejo de coração que você consiga alcançar todos os objetivos que você tem para a vida. Talvez não seja fácil, mas nunca desista! ;)

    Abraço!
    http://tudoonlinevirtual.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sávio!!!
      Eu não gosto de fazer planos, mas tenho aquela coisa do que queria pra minha vida. Porém sei que tudo isso pode não ocorrer e prefiro ficar sem expectativas.
      Eu sempre vivo hoje, como se pudesse não acordar amanhã. Porém obrigada pelas palavras :)

      Excluir